Ateliê em casa: O espaço que sua mente precisa

localização

CasaCor SP

área total

16m²

ano

2021

Programa

Mostra de Arquitetura

Espaço e tempo de acolher nós mesmos

Quero te apresentar meu universo particular e como eu pensei esse projeto tão especial para mim. Unindo arte, a área social, natureza e muita técnica para acabamentos precisos.

jessica.martins

jessica.martins

Jéssica é formada em Arquitetura e urbanismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Fez especialização em tecnologia e sustentabilidade na Universidade de Toronto e Pós graduação financeira no Insper. Aliando, assim: técnica, análises financeiras e poética.

Briefing

Espaço para propor respostas e estudos

A Casacor visa responder necessidades da transformação das casas, e cada vez mais essas são vistas como santuários, onde você chega do trabalho e consegue deixar os problemas para trás e foca no seu bem estar, saúde e mental. No ano de 2021 estávamos começando a experimentar sair de casa, então a proposta desse nosso segundo ano expondo na mostra, queríamos trazer o ambiente que mais foi agregado as casas nesse período. Um espaço para você desligar e focar em você. A transformação daquele cantinho que você consegue ficar sozinho ou com amigos para passar um tempo e se conectar com seus sentimentos, nesse caso a escolha foi ateliê. 

Nossa inspiração e desejos

A nossa personagem foi uma chef de cozinha italiana apaixonada por artes e pintura, vinhos e um local bom para ler um livro, um local para essa busca espiritual. Na pandemia, com aquele tempo que começou a sobrar, da correria, do trânsito, voltou a pintar. Uma história real e com uma personagem igualmente real, chamada Silvia Percussi, do restaurante Vinheria Percussi. O espaço que tínhamos era espaço no percurso que tinha muros baixos e nenhuma personalidade, afinal, estamos falando de algumas vagas de estacionamento. Foi proposto a transformação desse espaço através de texturas, cores e formas, muito do que vimos nos nossos projetos.

Projeto

Integrar o externo com o interno

O ambiente tinha um vão que entrava a luz do por do sol, e estava em um canto como se fosse uma rua sem saída, ou seja, o visitante passava por ali e depois voltava a conhecer outros ambiente. Então a proposta era a integração visual do espaço antes mesmo de chegar até ele e aproveitar o tom do por do sol para refletir dentro do ambiente, com cores mais alaranjadas, amarelas e avermelhadas, com toques do industrial com a serralheria. Trazer a natureza para dentro do espaço para buscar fisiologicamente o bem estar de estar produzido nesses ambientes e facilidade para o dia a dia. 

Nossa escolhas e muita gente por trás

A Silvia Percurssi embarcou conosco nessa proposta e produziu uma série de céu que posicionamos no chão, como contraponto do conteúdo e peças amareladas de cerâmica. E para apresentar essa proposta trouxemos pedras nas paredes como a textura principal e o piso de porcelanato também com aspecto rústicos, ambos da colormix. Para trazer o externo para interno trouxemos a parede de taipa, que é feita de barro e foi feita por uma ong que constrói casas assim na comunidade que eles vivem – vale a pena conhecer a Lia e suas realizações por lá na Vila Nova Esperança. Também os vasos de barro, como memória afetiva com flores e vegetação. A mdf que imita a madeira freijó da Duratex para o forro e os brises. A iluminação intimista feita pela Luciana Guerra, ligthing design. E a mesa orgânica desenhada por nós que envolve dois níveis, um da bancada com pia da deca para limpeza dos pinceis e a bancada para sentar e desenhar com pedra da Ceasartone, e serralheria do Bruno Américo, e uma cadeira confortável e leve da Sierra. Cortinas que eram já da casa da Arquiteta. Tapete da Tapetah e a adega da Eletromec da Celdom. Todas essas pessoas acreditaram nesse nosso conceito e entraram conosco para desenvolver esse projeto. 

Obra

Mãos na massa – literalmente!

Com as decisões de projeto feitas, foi a hora de definir o cronograma de obra e a como iriamos transformar esse espaço rapidamente, nessa fase tivemos outro parceiro de obra que foi a Conecta Reforma, que trouxe as soluções técnicas que seriam adotadas e abarcaram nesse processo, discutindo conosco sempre as soluções e questões técnicas que eram levantadas, trazendo a organização do dia a dia. Nós ficamos responsáveis em aliar a execução com os demais parceiros, marcenaria, serralheria, revestimentos, marmoraria, iluminação e materiais. Foi uma parceria que deu muitos frutos e foi um grande sucesso, simplificando o dia a dia.

Busca de agilidade e qualidade desde as escolhas 

A obra teve uma principal característica ser rápida e com a máxima qualidade, as escolhas de materiais auxiliaram nessa montagem, como as pedras da colormix instaladas pelo nosso parceiro das Pedras Coimbra em muito menos tempo que havíamos previsto. A construção da da parede de taipa que foi desafiadora e principalmente impactaria na limpeza do espaço nosso e dos demais ambientes, e tivemos uma parceria de limpeza pós obra da Innove Clean, que foi lá e deixou tudo limpo e pronto para recebermos o nossos móveis e itens mais delicados, como a escultura da Jaqueline Terpins, disponibilizado pela Dpot objetos e a produção com materiais meus: como os cavaletes, tintas, pinceis e telas para dar alma ao ambiente.

Detalhes

Desafios do prazo e espaço

A marcenaria foi um grande desafio, já que o forro seria rebaixado alguns metros então foi pensado em criação de vigotas, como uma laje nervurada, que formam vão entre os espaços estruturais, alterando o pé direito nos ambiente. Os brises instalados também foram pensados separados para conseguir acessar o andar que ocorreria o evento e instalados ali, para trazer luz e sombra e separar o ambiente, mas mantendo ele integrado ao circuito. A terra para a parede de taipa também foi uma aventura, foram mais de 30 sacos de terra vermelha transportados para a Casacor, mas todos os pontos integraram um espaço único.

Curvas, muitas curvas

Queria que você repara-se em um detalhe que entrega todos os materiais e produtos. Consegue olhar entre as pedras? Esse espaço de rejunte? Agora repara na taipa que propositalmente deixamos trincar, esses sulcos – espaços dos materiais se repetem em outros locais. O tapete por exemplo tem a costura feita de forma orgânica e com as cores das paredes, além dessa textura em bucle que tem esse toque especial. A mesa também traz essa forma orgânica e natural que falamos tanto em diversos projetos. Nossa percepção de não ter formas pontiagudas é estar em sincronia com a natureza que traz a impressão de natureza e nos acalma, caso queira conhecer o vídeo desse projeto, assiste lá no nosso YouTube e veja a construção de taipa no instagram!

AGENDAR REUNIÃO inicial

deixe sua casa mais funcional e confortável

informações adicionais

ficha técnica

Projeto

Buriti Arquitetura

Execução e gerenciamento de obra

Conecta Reforma e Buriti Arquitetura

Revestimentos de piso

Colormix

Revestimentos de paredes e tetos

Colormix, Coral e Duratex

Móveis

Líder interiores, Sierra Móveis, Desenho Buriti Arquitetura

Produção

Buriti Arquitetura

Fotografias

Rafael Renzo

Mais Projetos

para mais informações entre em contato no whatsapp

Abrir conversa
Precisa de ajuda?
Olá, podemos te ajudar?